ITAJAÍ
(47) 3045.3322
WhatsApp
(47)99602.6466
LiveZilla Live Chat Software
Facebook

Abdominoplastia

4O abdome é uma região do organismo que acumula gordura facilmente. Na mulher, a gravidez provoca uma distensão dos tecidos e separação dos músculos abdominais, aumentando a deformidade.

A parede abdominal é constituída basicamente por três elementos: a pele, o tecido subcutâneo com o tecido gorduroso e os músculos abdominais. Alterações em qualquer um destes elementos isoladamente ou em associação determina o grau de deformidade do abdome, necessitando portanto de um tratamento específico.

A abdominoplastia é o método indicado para mulheres que já gestaram uma ou mais vezes, e homens e mulheres que apresentaram emagrecimento maciço seja por controle nutricional ou após a cirurgia bariátrica (redução do estômago). Faz-se a ressecção do excesso de pele e gordura e também o reposicionamento da musculatura abdominal para definição da cintura.

Na cirurgia plástica de abdome é retirada a pele em conjunto com a gordura excedente da parte inferior do abdome com tamanho de cicatriz variável de acordo com a quantidade de pele excedente nas laterais, mas que descreve um semicírculo de concavidade superior, de modo a ser possível a colocação de um traje de banho.

A musculatura na região central do abdome é aproximada em toda sua extensão no sentido vertical, que se traduz devolvendo o contorno da cintura e o tônus abdominal perdidos por ganho excessivo de peso, gravidez, etc. Paralelamente, traciona-se a pele desta região para a parte central do abdome, podendo-se finalizar com lipoaspiração pequena na lateral do abdome como “acabamento” da cirurgia, dando um resultado, no mais das vezes, extremamente gratificante.

 

FICHA RESUMIDA5

Nome técnico: Abdominoplastia ou Dermolipectomia Abdominal
Idade recomendada: quando já se decidiu não ter filhos.
Anestesia: raquidiana, peridural ou geral.

Duração da cirurgia: entre 2 e 3 horas.
Permanência no hospital: 1 dia.
Cicatriz: acima dos pelos pubianos

Pré-operatório: Exames de laboratórios + Exames radiológicos (Raio X, Ultrasom de abdome) + Avaliação cardiológica se necessário + Eletrocardiograma + Arquivo fotográfico.
Pós-operatório: cinta por 2 meses.
Tempo de recuperação: 2 a 4 semanas.
Dica: Evitar expor a cicatriz ao sol por 3 meses.

 
(47) 3045.3322 - Av. Cel. Marcos Konder, 1207 - Sala 122 - Centro Empresarial Embraed - Itajaí, SC
Diretor Técnico – Dr. Antonio Marcos Piva – CRM 14563 - RQE 7247