ITAJAÍ
(47) 3045.3322
WhatsApp
(47)99602.6466
LiveZilla Live Chat Software
Facebook

Cirurgia Íntima (Ninfoplastia) - Dúvidas frequentes

ninfo_301. À PARTIR DE QUANDO PODEREI INICIAR A ATIVIDADE SEXUAL ? 

Normalmente o processo de cicatrização se completa até 4 semanas após a cirurgia, podendo voltar a ter relações sexuais após 45 dias de pós-operatório.

 

02. QUANDO ESTÁ INDICADO A CIRURGIA DE REDUÇÃO DOS PEQUENOS LÁBIOS VAGINAIS ?  
A cirurgia está indicada para diminuir o tamanho dos pequenos lábios anormalmente grandes, melhorar o desconforto causado pelo aumento destes lábios, restituir uma aparência mais natural dos lábios e melhorar a auto-imagem e auto-confiança.

03. QUANDO EU POSSO VOLTAR A TRABALHAR APÓS A CIRURGIA DA NINFOPLASTIA?

A maioria dos pacientes voltam ao trabalho 5 dias após a cirurgia com restrições nas atividades. As restrições incluem nenhum trabalho pesado, nenhum esporte ou exercício por cerca de 4 semanas.

04. HAVERÁ DIMINUIÇÃO NA SENSAÇÃO APÓS A CIRURGIA?
Para a grande maioria das mulheres o clitóris é a estrutura associada ao prazer sensorial, e não os lábios vaginais. Portanto, a chance disto ocorrer é mínima, mas em alguns casos poderá ocorrer algum tipo de alteração.

04. DURANTE A NINFOPLASTIA A PELE CIRCUNDANTE E REDUNDANTE DO MEU CLITÓRIS SERÁ OPERADA?
Normalmente, esta área não é operada durante esta cirurgia, pois pode alterar significativamente a sensibilidade.



05. NOTAREI ALGUMA ALTERAÇÃO NO PADRÃO SEXUAL APÓS A CIRURGIA?
Se os lábios estavam interferindo com a relação sexual, você irá notar uma melhora. Visualmente, o seu parceiro deve notar que seus lábios estão menores e mais bem proporcionais.
 

06. QUAIS COMPLICAÇÕES PODEM OCORRER APÓS A CIRURGIA?

A taxa de complicação da labioplastia é extremamente baixa. No entanto, a adesão meticulosa às instruções são muito importante para alcançar o resultado desejado, sem complicações.

Como em qualquer cirurgia, existem riscos e possibilidades de complicações. Os riscos mais comuns são os mesmos riscos observados nas demais cirurgia e incluem hemorragia, infecção e alterações com a cicatrização.  Pacientes recebem antibióticos após o procedimento para reduzir as chances de infecção, caso ocorra uma infecção no pós-operatório, é de pequena natureza e conta com um tratamento com antibióticos orais.
A hemorragia é também um risco raro, porém pode ocorrer em qualquer cirurgia ou pode ocorrer no pós-operatório, se a paciente realiza alguma atividade física mais intensa ou a relação sexual  é iniciada muito cedo.  Problemas de cicatrização, como a abertura da ferida, retração, cicatrizes, ou dor no após operatório também podem ocorrer. Pode ocorre, como em qualquer cirurgia vaginal, a necessidade de cirurgia adicional ou revisional. O risco de qualquer um desses problemas é inferior a 1%, porém você deve estar ciente da possibilidade de riscos.

 

(47) 3045.3322 - Av. Cel. Marcos Konder, 1207 - Sala 122 - Centro Empresarial Embraed - Itajaí, SC
Diretor Técnico – Dr. Antonio Marcos Piva – CRM 14563 - RQE 7247