Reconstrução Mamária - Como é feita

Considerações Técnicas:

O objetivo destas observações sobre a Reconstrução Mamária é apresentar de maneira clara e simplificada detalhes que seguramente estão lhe interessando no momento.

mastectomiaO QUE É MASTECTOMIA?

A mastectomia é quando o tecido mamário é removido devido à presença de desenvolvimento pré-canceroso ou canceroso. A quantidade de tecido removido durante a mastectomia nem sempre é a mesma: ela varia com base no tamanho e no estágio do câncer, biotipo e preferências pessoais.

 

ESCOLHA DO MOMENTO PARA A RECONSTRUÇÃO MAMÁRIA

A Reconstrução da mama pode ser executada durante a mesma operação que a mastectomia. Nesse caso, é chamada de reconstrução imediata. Como alternativa, a reconstrução pode ocorrer semanas, meses ou anos após a mastectomia. Nesse caso, é chamada de reconstrução tardia. Com base nas circunstâncias individuais, você e o médico podem decidir qual é o melhor método para o seu caso.

Reconstrução imediata

A vantagem da reconstrução imediata é que a mama será reconstruída durante a mesma operação que a mastectomia. Portanto, você se submeterá a apenas uma operação e um período de recuperação. Isso significa que é possível evitar a experiência de ter somente uma das mamas ou nenhuma delas.

Reconstrução tardia

A vantagem da reconstrução tardia é permitir que você se concentre na sua recuperação pós-câncer e reconquiste a sua força. A reconstrução tardia da mama também lhe oferece mais tempo para considerar as opções e tomar uma decisão esclarecida sobre a reconstrução.

Existem diferentes formas de Reconstrução da mama. O método escolhido por você e o seu médico será baseado em vários fatores, incluindo:

  • Sua saúde e estilo de vida
  • Seu biotipo
  • O tamanho de suas mamas
  • Sua escolha pessoal
  • A quantidade de pele e tecido remanescente

Discutindo todas as opções com o seu médico, você será capaz de tomar a decisão mais adequada.

 

MÉTODOS DE RECONSTRUÇÃO MAMÁRIA

Podemos dividir as técnicas de reconstrução em 2 grandes grupos: utilizando próteses de silicone ou tecidos próprios. 

        Prótese de silicone: recomendada quando se conserva parte da mama ou quando o mastologista preserva a pele e os músculos peitorais. Em alguns casos, quando a quantidade de pele não é suficiente, utiliza-se antecipadamente o expansor de pele (prótese inflável) para esticar a pele e  prepará-la para receber a prótese de silicone definitiva.

        Tecidos próprios: é quando se realiza a reconstrução a partir do próprio corpo da paciente. No geral utiliza-se, quando possível, tecido da própria mama, no caso de ressecções pequenas. Quando as ressecções são maiores, pode-se utilizar pele e músculo das costas ou do abdome.

 

A. Reconstrução de mama com expansor (2 etapas)

Durante a mastectomia, o cirurgião remove a pele e o tecido mamário, deixando os tecidos peitorais lisos e rígidos. Antes que um implante a longo prazo possa ser inserido, o tecido mamário precisa ser esticado para abrir espaço para ele. Esse processo é denominado extensão tecidual.

Como funciona

Um expansor temporário do tecido mamário é inserido no tórax. Após algumas semanas, o médico preenche gradualmente o expansor com a solução salina, que é semelhante à salmoura. Durante esse processo, a pele estica-se gradualmente e cresce, abrindo espaço para o implante à medida que se expande. O corpo ajusta-se lentamente ao crescimento do implante, da mesma forma que o corpo feminino ajusta-se ao desenvolvimento gradual do abdome durante a gravidez.

 expansor

B. Reconstrução de mama com prótese (etapa única)

Havendo possibilidade, isto é, havendo tecido suficiente párea cobrir uma prótese, pode-se proceder ao final da cirurgia, a inclusão de uma prótese de mama definitiva. Uma das vantagens deste método é não haver a necessidade de 2 procedimentos cirúrgicos

 

C. Reconstrução da mama usando-se o próprio tecido do paciente:

1. Retalhos locais da própria mama:

Nos casos de ressecções pequenas de tecido, podemos usa os próprios tecidos da mama na sua reconstrução.

ret_local-cropret_local_1-crop

 

 

 

 

 

 

 

 

2. Retalho do músculo grande dorsal

Um dos métodos para a reconstrução de mama com o seu próprio tecido é denominado Retalho de músculo grande dorsal. Durante esse procedimento, um fragmento da pele e do músculo é removido das costas ou debaixo do braço e então transferido para a área da mama, onde será usado para a reconstrução. Como normalmente a pele e o músculo da área dorsal são muito finos, às vezes esse método é usado junto com o implante para que sua nova mama tenha uma aparência mais volumosa e uma forma mais natural.

grd_dorsal_1grd_dorsal_3grd_dorsal_2

3. Retalho TRAM (TRAM significa "miocutâneo do reto transverso do abdome")

Outra forma de reconstruir a mama com o seu próprio tecido é o denominado Retalho TRAM. Esse procedimento envolve a remoção de gordura e músculo da área do abdome e sua transferência para o tórax, a fim de reconstruir a mama. Às vezes, é possível preservar o suprimento sangüíneo e a ligação com a área abdominal. Quando isso não é possível, os vasos sangüíneos do tecido abdominal devem ser religados à área torácica através de uma microcirurgia.

 tram_3tram_2tram_1

 

 

 

 

 

 

(47) 3045.3322 - Av. Cel. Marcos Konder, 1207 - Sala 122 - Centro Empresarial Embraed - Itajaí, SC